Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

SEMINÁRIO REÚNE ESPECIALISTAS EM SANEAMENTO PARA DISCUTIR ESTRATÉGIAS CONTRA A MP 868

20/05/2019

Visando discutir a atual situação do saneamento básico no Brasil e tratar de estratégias para combater a Medida provisória 868/2018, que deixa o caminho livre para privatizar o setor no país, diversas entidades sindicais e políticas se reuniram no Clube de Engenharia do Rio de Janeiro para o Seminário Regional Sudeste. Neste mesmo dia estão sendo realizados encontros do mesmo tipo nas Cidades de Salvador, Florianópolis e Manaus.

“O que ser quer é destruir o conceito de saneamento, com a possibilidade de universalizar esse serviço para a população. Nos do clube de engenharia vemos a prestação de serviços de utilidade pública como universais, fixados pelo custo e não pelo mercado. Contem com o clube de Engenharia nesta campa contra essa medida”, disse o presidente do clube de engenharia do Rio de Janeiro, senhor Pedro Celestino da Silva Pereira Filho.

O evento contou com a presença da Deputada Federal Jandira Feghali (PC do B), uma delegação de 20 integrantes do SINTAEMA, vindos diretamente de São Paulo, representantes do FISENGE, e Sérgio Luiz Araújo e Ary Girota, presidente e diretor sindical do STIPDAENIT. O consenso geral entre os presentes é que deve-se alertar à população do Brasil de forma massiva que essa MP não será nada boa para o povo, principalmente aqueles com baixa renda.

“O setor de saneamento nunca foi prioridade nem para o Governo Temer, e muito menos para o Governo Bolsonaro, pois no seu programa de governo, a palavra saneamento nem é mencionada. Isso só mostra o interesse em entregar esse setor para as mãos daqueles que só visam o lucro e não pensam na população”, disse a professora Ana Lucia Brito, especialista em Saneamento Básico nacional.

A realização deste encontro foi organizada por quatro comissões da Câmara dos Deputados a nível federal: Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU), Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) e Comissão de Legislação Participativa (CLP).

“Precisamos impor essa derrota na MP 868 para este governo porque estamos tratamos da vida das pessoas! Temos problemas a resolver na Cedae, mas nos últimos 10 anos, com uma gestão de qualidade, saiu de um saneamento deficitário para uma política de universalização do serviço no Estado do Rio de Janeiro, em particular em relação a água, levando o maior programa da água na Baixada Fluminense que é a ampliação do Sistema Guandu II.É um investimento de uma empresa pública e estatal que serve de exemplo para localidades onde o serviço privatizado de água e esgoto não está dando o resultado esperado”, disse o diretor Sindical Ary Girota.

Amanhã, será realizada uma audiência pública no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília, para apresentar mais uma vez aos parlamentares que essa Medida Provisória é altamente prejudicial ao povo brasileiro. Em grande parte dos lugares que o serviço de saneamento foi privatizado, não houve melhoraria na qualidade de vida da população. O STIPDAENIT estará presente na capital federal na figura do Diretor Sindical Ary Girota, que ficará até sexta-feira para mostrar aos congressistas a importância do saneamento básico público e estatal.

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br