Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

LEVANTAMENTO DA CBN APONTA QUE AO MENOS 30 DEPUTADOS VOTARÃO CONTRA A VENDA DA CEDAE

17/02/2017

Fonte: Vitor Gilard/CBN

Faltando apenas três dias para o início da sessão de votação do projeto de privatização da Cedae, a Assembleia Legislativa está a seis votos de barrar o projeto. Um levantamento feito pela CBN com todos os 70 deputados estaduais mostra que, se a votação fosse hoje, 30 deputados votariam contra a venda da empresa pública de saneamento. Para barrar o processo, são necessários 36 votos, já que a votação é definida por maioria simples. Apenas 14 deputados disseram ser a favor da privatização. Para o governo conseguir a aprovação, ainda faltam, no mínimo, 21 votos. Caso o pleito termine empatado, quem decide é o presidente da Casa, deputado Jorge Picciani, favorável ao projeto. O deputado Milton Rangel, do DEM, que vota pela venda da Cedae, não vê outra saída para equilibrar as contas do estado. 

"Não existe 'plano B'. Nós estamos trabalhando na Casa, enquanto legisladores, para debater o máximo essa situação, para colocar essa situação, para votar isso e conseguir dar a garantia para a operação. Se isso não acontecer, eu não sei quanto tempo mais a gente vai aguentar esse processo de convulsão social que a gente já está começando a viver, assim como viveu o Espírito Santo até pouco tempo".

O levantamento mostra ainda 15 deputados indecisos e 11 que não responderam a pesquisa. Nem mesmo a base governista está unida em torno da questão. Dos 14 deputados do PMDB, que compõem a maior bancada da Alerj, apenas seis confirmaram votar a favor da privatização. Já os deputados Átila Nunes e Coronel Jairo se disseram contra, mesmo sendo do partido do governador Luiz Fernando Pezão e do presidente da Casa, Jorge Picciani. A situação se repete na segunda maior bancada, a do DEM, partido aliado do governo. Dos sete deputados, dois votaram a favor, quatro estão indecisos e o deputado Jorge Felippe Neto vota contra a privatização. Os dois únicos partidos em que todos os parlamentares votam da mesma maneira são da oposição. Os quatro deputados do PSDB e os cinco do PSOL afirmaram ser contra o projeto de lei. O deputado Luiz Paulo Corrêa, do PSDB, diz que vender a Cedae pro governo do estado conseguir empréstimos e fazer novas dívidas não é a solução pra crise financeira.

"Os sistemas de abastecimento de água têm ações no mercado, mas o controle acionário é do estado. Então é inimaginável que só o Rio de Janeiro possa ter um sistema que vai vender não só o controle acionário, mas o próprio patrimônio que foi acumulado ao longo desses anos. Ainda mais para garantir empréstimos novos. Empréstimo não resolve a situação do estado".

A aprovação da venda da Cedae é uma prerrogativa imposta pela União para a autorização de empréstimos ao governo do estado. Em entrevistas recentes, o governador Luiz Fernando Pezão disse que essa é a única saída para a crise financeira que assola o Rio de Janeiro. Mas, a três dias da votação, o governo ainda precisa trabalhar muito para virar o jogo.  

Veja a reportagem da CBN com a tabela com o posicionamento de cada deputado: http://m.cbn.globoradio.globo.com/rio-de-janeiro/2017/02/17/LEVANTAMENTO-DA-CBN-APONTA-QUE-AO-MENOS-30-DEPUTADOS-SAO-CONTRA-A-PRIVATIZACAO-DA-CEDAE.htm

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br