Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

POR QUE A CEDAE NÃO DEVE SER PRIVATIZADA

20/01/2017

A CEDAE tem condições de crescer e prestar um serviço mais qualificado à população, mas ainda assim é bastante superior às concessionárias privadas, cuja especialidade é deixar a população na mão e cobrar mais caro pelo serviço.

AUMENTO DAS TARIFAS

Chega a ser indecente a comparação entre as tarifas praticadas por empresas privadas e a CEDAE. Niterói é um caso aparte pois COMPRA A ÁGUA DA CEDAE. Isso mesmo: Niterói pode oferecer uma tarifa mais baixa porque compra água TRATADA, 100% PRONTA PARA O CONSUMO, da CEDAE. A água vem da ETA Laranjal.

A população aceita pagar mais caro acreditando que terá um serviço de maior qualidade, mas quando vão ver, já é tarde...

EMPRESA

TARIFA SOCIAL

TARIFA COMUM

CEDAE

3,09 (A) e 2,71 (B)

3,54 (A) e 3,11 (B)

ÁGUAS DE NOVA FRIBURGO

2,86

5,72

ÁGUAS DE JUTURNAÍBA

3,28

6,53

PROLAGOS

3,78

7,62

ÁGUAS DE NITERÓI

2,94

2,94

 

ERROS DA GESTÃO PRIVADA EM TODO O ESTADO

Todo verão falta água na Região dos Lagos, cujos municípios são todos privatizados. Ora, se a eficiência do setor privado é tão grande, por que então que ainda falta água? Só pode ser porque eles testam a paciência da população, que continua pagando sua conta apesar de ter um serviço mal prestado. A desculpa, claro, é sempre a mesma: “problemas pontuais devido ao alto consumo nesta época do ano”. http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2017/01/moradores-protestam-contra-falta-de-agua-em-unamar-em-cabo-frio-rj.html

Em Niterói, a Águas de Niterói protagonizou em 2011 o maior banho de cocô da história do país com a EXPLOSÃO da ETE Toque Toque, deixando feridos e um rastro de destruição e contaminação. http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/04/estacao-de-tratamento-de-esgoto-se-rompe-e-deixa-feridos-em-niteroi.html

Problemas com o esgoto ainda persistem na cidade, apesar de o Instituto Trata Brasil (diga-se de passagem, patrocinado por empresas privadas de saneamento) tratar a cidade como modelo a ser seguido. A praia de Icaraí recebeu uma verdadeira enxurrada de esgoto no dia 11 de janeiro, quarta-feira. A justificativa da empresa é o número de ligações clandestinas, de pessoas que insistem em não ligar suas residências à rede coletora. http://oglobo.globo.com/rio/bairros/rio-de-esgoto-ainda-corre-na-praia-de-icarai-20773111

Por falar em esgoto, todos os anos a água muda de cor na Região dos Lagos, porque os cruzeiros que passeiam por ali despejam o esgoto por onde passam. http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2014/02/nova-mancha-e-registrada-na-praia-da-tartaruga-em-buzios-no-rj.html

Cadê a concessionária privada, que assumiu em 1998 e até o momento não construiu uma estação de captação específica para as embarcações?

Se precisarem de referência, podem se basear no que a CEDAE fez na Região Portuária da capital. Veja essa matéria da Agência Brasil falando da parceria entre a empresa e a concessionária do porto: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-12/comeca-no-rio-temporada-de-cruzeiros-navios-atracam-partir-de-sabado

Aqui, a notícia dada em primeira mão pela própria CEDAE: https://www.cedae.com.br/Noticias/detalhe/navios-que-chegarao-ao-pier-maua-para-os-jogos-olimpicos-terao-acesso-a-sistema-de-abastecimento-de-agua-e-esgotamento-sanitario/id/103

REMUNICIPALIZAÇÕES NO MUNDO

Desde o ano 2000, 235 cidades que tinham os serviços de água/esgoto privatizados reestatizaram. Destaque para Berlim, Paris, Buenos Aires. A França tem o maior número de casos (94), seguida por Estados Unidos (58) e Espanha (14). Emblemático o fato de a França, sede das duas maiores empresas privadas de água do mundo – Suez e Veolia – ter o maior número de remunicipalizações. Sinal claro do fracasso retumbante deste modelo que tentam empurrar a todo custo para os brasileiros.

Em Paris, as faturas de água aumentaram 265% durante a gestão privada, muito acima do aumento do custo de vida (70%). No primeiro ano de gestão pública, as tarifas caíram 8%. http://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/05/politica/1433533748_741282.html

À população de Buenos Aires, quando o serviço foi privatizado, foi prometida uma série de investimentos com o capital privado. No entanto, apenas 2,6% foram feitos com recursos próprios da empresa, sendo a maior fatia (78%) oriunda das cobranças dos clientes. As faturas aumentaram 88%.

QUALIDADE DA ÁGUA TRATADA PELA CEDAE

A água tratada pela CEDAE foi fornecida a todas as delegações dos Jogos Olímpicos, Jogos Pan-Americanos, Copa do Mundo, entre outros eventos internacionais. Não houve casos de contaminação ou doenças.

OBRAS NA BAIXADA FLUMINENSE

Serão investidos em todo o estado R$ 7 bilhões de reais, sendo R$ 3,5 bilhões só na Baixada Fluminense, cujas obras serão iniciadas em breve. No entanto, diante das ameaças de privatização, como ficam os projetos?

REPASSE DE RECURSOS PARA O ESTADO

Foram repassados aos cofres do governo estadual R$ 68 milhões em janeiro do ano passado – a CEDAE lucrou R$ 248,8 milhões em 2015. E ainda há espaço para a empresa crescer muito mais, aumentando consideravelmente a arrecadação do estado. Não faz o menor sentido se desfazer de uma fonte de renda como essa.

BAIXO VALOR OFERECIDO

Uma empresa lucrativa e com tamanho pontecial ser rebaixada à condição de moeda de troca por um pacotão de recuperação fiscal que prevê apenas a rolagem da dívida do estado e a concessão de novos empréstimos? Ou seja, não haverá entrada de novos recursos com a venda da CEDAE, mas sim a criação de uma nova dívida, que irá estourar nas mãos do governo futuro.

 

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br