Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

NOVO ATO EM FRENTE À ALERJ MOBILIZA SERVIDORES EM “LUTO”

20/05/2016

O MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), composto por diversas entidades de servidores públicos do Rio de Janeiro – entre as quais o STIPDAENIT - fez um novo ato na Alerj na tarde dessa quarta-feira, dia 18, para lançar a campanha Luto pelo Rio, em protesto à gestão do governador licenciado Pezão e do interino Francisco Dornelles.

A chuva atrapalhou a mobilização das categorias e o ato não teve o mesmo público dos eventos anteriores, mas quem esteve presente fez bastante barulho. Os participantes, vestindo camisas pretas da campanha, também distribuíram fitas pretas para os pedestres e motoristas que passavam pelo ato.

As lideranças que discursaram no carro de som criticaram os R$ 138 bilhões de isenções fiscais concedidos pelo governo de 2008 a 2013 (segundo os organizadores, esse valor pagaria os salários de todos os servidores do estado durante 5 anos e meio), o fechamento de leitos nos hospitais (o Rio de Janeiro é o estado que mais perdeu leitos nos últimos cinco anos), a corrupção e voltaram a pedir o corte de cargos comissionados.

Houve, ainda, a encenação de um cortejo fúnebre, no qual um caixão representava o estado do Rio de Janeiro e os participantes levaram reproduções da tocha olímpica que ganharam um novo nome: Chama da Indignação.

Ao fazer uso da palavra, o delegado sindical Ary Girota, representando o STIPDAENIT, criticou a incompetência do governo na gestão fiscal, a postura do Poder Legislativo diante da crise e as ameaças de privatização da CEDAE.

“Como é que o Cabral e o Pezão conseguiram falir a segunda maior economia do país? Nós, servidores e empregados públicos, estamos sendo responsabilizados pela péssima administração, pela roubalheira que o PMDB patrocinou nos últimos doze anos no estado do rio. Eles querem colocar na conta da população o que eles fizeram. Sucatearam a saúde, a educação, o saneamento básico. Eles agora querem vender a CEDAE de são Gonçalo, a segunda maior economia doRio de Janeiro. Qual a desculpa que você tem para entregar essa fonte de renda para o empresário? Essa Casa (a Alerj) tem que entender que está aqui para servir a nós e não o contrário. Esses deputados, muitos que estão saindo em seus carros oficiais, tinham que estar aqui ouvindo nossas reivindicações, fazendo o dever de casa deles que é fiscalizar. Infelizmente, boa parte desses que aí estão foram cooptados, se omitiram ou participaram das tramóias que levaram o Rio de Janeiro à falência. Nós não vamos nos silenciar, não vamos nos calar”, disse Ary Girota.

A diretoria do STIPDAENIT agradece a participação daqueles que compareceram ao ato e pede que a categoria se mantenha ALERTA para as ameaças de privatização da CEDAE, seja pela venda do patrimônio, abertura de capital ou concessão via PPP's. Destacamos, ainda, que a presença dos cedaeanos pode ser maior nos próximos atos que serão convocados pelo MUSPE. Unindo-nos às demais categorias, nossa voz fica ainda mais fortalecida. O momento é de união entre todas as categorias de serviços públicos e contamos com maior adesão daqui em diante.

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br