Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DA CEDAE, STIPDAENIT PARTICIPA DE ATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

04/02/2016

Após ter realizado o ato do dia 19 de agosto, o STIPDAENIT voltou a se unir às diversas categorias de servidores públicos do Rio de Janeiro para protestar contra as privatizações, PPP's e corte de gastos públicos, além de se solidarizar aos servidores públicos em relação ao parcelamento e atraso de seus salários. O ato organizado pelo MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), do qual o STIPDAENIT faz parte, teve a presença de aproximadamente 4 mil pessoas em frente à Alerj.

> > Acesse nosso Facebook e veja mais fotos do ato

Em projeto de lei encaminhado à Alerj, o governador Pezão traz um pacote de 11 medidas para reduzir os custos do Executivo. Entre as mais polêmicas estão o aumento de contribuição previdenciária dos servidores de 11 para 14% e cortes do subsídio do bilhete único.

O catalisador do movimento, no entanto, é a mudança do calendário de pagamento dos servidores públicos e o parcelamento do 13º salário. Apesar de liminar do Tribunal de Justiça obrigando que o governo realize os pagamentos de janeiro até o segundo dia útil de fevereiro, Pezão manteve o 7º dia útil como a data de pagamento.

Do alto do carro de som, lideranças das entidades sindicais participantes inflamaram suas categorias cobrando investimentos públicos, a reprovação das propostas de arrocho enviadas à Alerj pelo governo e cânticos pedindo a saída de Pezão do cargo. O STIPDAENIT, ao fazer uso da palavra, defendeu a manutenção da CEDAE pública e que se mostrou disposto a manter a unidade com as demais entidades sindicais na defesa dos serviços públicos. “A nossa força é a força da mobilização. Nossa categoria tem que estar unida em defesa de todos os serviços públicos: educação ,saúde, segurança, transporte e saneamento. Água, senhores, não é mercadoria. Todos nós precisamos de água todo dia. O Pezão quer entregar a CEDAE à iniciativa privada com a desculpa de que vai salvar os cofres do Estado, mas isso é uma grande falácia. Nós produzimos água de qualidade a R$ 2,40 e a Prolagos vende a mesma água a R$ 6,70.  É isso que a população vai ter no futuro se a venda da CEDAE for concretizada. Portanto, nós do sindicato de Niterói viemos pedir o apoio e dar o apoio contra a precarização dos serviços que esse governo, há 12 anos, protagoniza no Estado do Rio. Eles conseguiram falir o Estado do Rio com desvios, cooptação e cargos comissionados. Nós temos que acabar com essa farra”.

Após o ato na Alerj, os servidores marcharam rumo à Cinelândia, onde o ato foi encerrado.

A diretoria do STIPDAENIT agradece a participação daqueles que compareceram ao ato e pede que a categoria se mantenha ALERTA para as ameaças de privatização da CEDAE, seja pela venda do patrimônio, abertura de capital ou concessão via PPP's. Destacamos, ainda, que a presença dos cedaeanos pode ser maior no próximo ato, previsto para março. Havia cerca de 4 mil trabalhadores na manifestação e nós somos um contingente de 6 mil. Ou seja, sozinhos poderíamos fazer um ato das mesmas proporções. Nos unindo às demais categorias, portanto, nossa voz ficaria ainda mais fortalecida. O momento é de união entre todas as categorias de serviços públicos e contamos com maior adesão daqui em diante.

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br