Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

ATO EM DEFESA DOS SERVIÇOS PÚBLICOS TEM GRANDE MOBILIZAÇÃO

20/08/2015

Contra os projetos de parceria público-privada (PPP) e a precarização dos serviços públicos do Rio de Janeiro, como o saneamento básico gerido pela CEDAE, o STIPDAENIT organizou nesta quarta-feira 19, com o apoio da Força Sindical, FST, ASEAC, AFTAE, GAPESSAMA, ASAPAE, SENGE-RJ e SINAERJ,  o Ato em Defesa dos Serviços Públicos. A mobilização contou com aproximadamente 1 mil trabalhadores, entre cedaeanos, profissionais de outras categorias e estudantes de enfermagem da FAETEC. Após concentração no edifício-sede da CEDAE, localizado na Avenida Presidente Vargas (próximo à prefeitura), os trabalhadores caminharam pelas Avenidas Presidente Vargas e Rio Branco, tendo como parada final a Alerj, onde se manifestaram contra o Projeto de Lei 336/2015, que trata da implantação das PPP’s no Rio de Janeiro.

Clique e veja fotos em nosso perfil no Facebook

O projeto em questão, que permite a privatização via PPP de todos os serviços públicos do estado, foi aprovado pela Alerj no dia 24 de junho em regime de urgência a pedido do Poder Executivo. A pressa do governador Pezão se deve ao seu objetivo em implantar um amplo programa de PPP’s no estado, tendo a CEDAE como um dos alvos principais. O governador tem tornado pública essa intenção ao declarar que pretende implantar as primeiras parcerias para a gestão do esgoto em São Gonçalo, Itaboraí e Baixada Fluminense, locais atendidos pela CEDAE.

Entenda o PL 336 e saiba como ele vai afetar diretamente a CEDAE

Essa foi a primeira de uma série de manifestações que o STIPDAENIT irá puxar nos próximos meses com o intuito de manter a categoria mobilizada e atenta ao projeto do Governo do Estado de fatiamento da CEDAE. A tendência é que as próximas mobilizações tenham uma adesão ainda maior, aumentando a pressão sobre os deputados e o governador.

Lideranças cobram explicações dos deputados

Sob palavras de ordem como “Fora, PPP”, os manifestantes deixaram a concentração na CEDAE e caminharam por 3,2 km, passando por toda a Presidente Vargas,  Avenida Rio Branco e Rua Sete de Setembro. Ao chegarem à Alerj, rapidamente lotaram as escadarias enquanto as lideranças sindicais se organizavam no carro de som para dar prosseguimento ao ato. “Vocês estão sentados em uma escada onde são feitas as leis, pelos deputados que nós elegemos com o nosso voto. É daqui que saem aas decisões para privatizar. Não à privatização!”, discursou Marquinho da Força, vice-presidente da Força Sindical-RJ. “Os estudantes secundaristas defendem as empresas estatais, defendem a CEDAE e estão aqui contra a precarização dos serviços e da FAETEC”, protestou Felipe, presidente da Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas (AMES).

STIPDAENIT critica PPP e cobra concurso público e responsabilidade com o saneamento

Pelo STIPDAENIT, discursaram o diretor de Imprensa e Comunicação Francisco Carlos, o delegado sindical Ary Girota e o presidente Sérgio Araújo. “Alguns desses deputados sabem muito bem, que em 1992, a CEDAE tinha 15 mil trabalhadores para atender o Rio de Janeiro. Depois de 21 anos, a população triplicou, e nada foi investido na empresa pública. A CEDAE hoje tem 6,5 mil trabalhadores. É cabível uma empresa pública atender toda a população do estado do Rio de Janeiro com esse número? Lógico que não. Por isso, as entidades sindicais clamam por concurso público. Nos queremos a reposição do quadro funcional de nossa empresa para que a gente possa dar um bom atendimento à população do Rio de Janeiro”, destacou Francisco Carlos. “Hoje, eles apresentaram esse projeto de PPP e ele vêm na maior cara de pau e falam: nós não estamos privatizando a CEDAE, a educação, a saúde. O que é parceria público-privada? Deveria ser o dinheiro da empresa privada investido nos setores de que o estado abre mão. Na verdade ela nada mais é do que o dinheiro público investido nas empresas privadas para gerar mais lucro aos empresários e roubar a população”, reclamou Ary Girota.  Sérgio Araújo cobrou responsabilidade dos parlamentares com a CEDAE. “A grande questão para os parlamentares: parlamentar não fica sem beber água! Então, ele tem que subir aqui e ter um compromisso com essas entidades para a gente buscar um projeto de lei que mantenha a CEDAE pública e de qualidade. Os grandes países do mundo tratam o saneamento com bastante responsabilidade, então nós temos que puxar essa responsabilidade para o governo do estado”.

Os deputados Flávio Serafini (PSOL), Enfermeira Rejane (PC do B), Tia Ju (PRB) e Dr. Sadinoel (PT) subiram no carro de som e manifestaram seu apoio à CEDAE pública. Luiz Martins (PDT) também apareceu nas escadarias e se manifestou em apoio à causa. Mais cedo, durante a concentração na CEDAE, o ex-ministro do Trabalho Carlos Brizola, conhecido como Brizola Neto, também manifestou seu apoio à CEDAE pública e lembrou a todos da propaganda do PDT, na qual o partido se manifestava contra a privatização da CEDAE, veiculada em programa partidário transmitido pela TV na semana passada. 

A diretoria do STIPDAENIT planeja organizar mais atos no futuro e, para aumentar o alcance e a pressão sobre as autoridades, será fundamental a mobilização de toda a categoria. A CEDAE é a única empresa pública do  estado e já resistiu a várias tentativas de privatização graças à força de seus trabalhadores. O momento exige a retomada desses esforços e a participação de todos.

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br