Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

DIA MUNDIAL DA ÁGUA: QUE SIRVA DE ALERTA PARA TODOS NÓS

24/03/2015

O dia 22 de março foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1993, como o Dia Mundial da Água. Desde então, a data tem servido para organizações e pessoas no mundo todo repensarem o uso desse que é o recurso mais importante do planeta - afinal, nenhum ser vivo consegue sobreviver por muitos dias sem água.

Esse ano, comemoramos o dia em meio a uma crise hídrica sem precedentes no Rio de Janeiro, a qual tem provocado o debate na mídia sobre novas formas de gestão dos recursos hídricos e pressionado o governo a tomar soluções. Termos como água de reuso e dessalinização, muito distantes do vocabulário de uma população acostumada a abundância de água, ganharam espaço no dia a dia do brasileiro. São várias as reportagens que exibem diariamente a poluição dos mananciais, assim como casos de famílias que reaproveitam a água das chuvas, estudos de universidades e ações de concessionárias de saneamento e governos para incentivar o reuso de água na indústria. No Rio de Janeiro, por exemplo, a CEDAE tem convênios firmados com Comlurb, Porto Maravilha e Comperj e já tem se movimentado para levar esse recurso para as indústrias da Zona Oeste da capital. O governador Luiz Fernando Pezão tem avaliado junto a sua equipe a possibilidade de construção de usinas de dessalinização no estado, uma alternativa em caso de escassez de água.

Toda essa movimentação é interessante, pois só mesmo um momento de crise para fazer população, indústrias e governo abrirem os olhos para aquilo que sindicatos, universidades, institutos de pesquisa e movimentos sociais alertam há décadas: a água não é infinita e precisa ser preservada.

Segundo relatório da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), há no mundo água suficiente para suprir as necessidades de crescimento do consumo, "mas não sem uma mudança dramática no uso, gerenciamento e compartilhamento." Nas últimas décadas o consumo de água cresceu duas vezes mais do que a população e a estimativa é que a demanda cresça ainda 55% até 2050. Mantendo os atuais padrões de consumo, em 2030, o mundo enfrentará um déficit no abastecimento de água de 40%.

Ou seja, é essencial que a produção e a economia de água acompanhem o crescimento da população mundial. Sem isso, podemos ter uma catástrofe dentro de algumas décadas, com aumento do fluxo migratório, escassez de alimentos e mesmo guerras pelo controle do recurso.

O que cada um de nós pode fazer é economizar dentro de nossas residências e cobrar uma postura responsável dos governos e concessionárias, com conserto de vazamentos, investimentos em despoluição de rios, lagos e mares e a universalização do tratamento de esgoto e distribuição de água.

Datas comemorativas, como o nome já diz, servem para celebrar, homenagear. Mas, esse domingo que passou serve muito mais como um catalisador, um chamado para que todos nós tenhamos a atenção devida sobre a água. Que essa data sirva de alerta para sermos conscientes de nossas ações e papéis como cidadãos, cuidando cada vez melhor desse recurso essencial para a vida.

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br