Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Notícias

SUPERINTENDENTE DA SABESP CRITICA ABERTURA DE CAPITAL DA COMPANHIA

10/03/2015

Em debate ocorrido durante um evento realizado por entidades do Judiciário como Ministério Público Estadual e Federal, além da Defensoria Pública, o superintendente de gestão ambiental da Sabesp Wanderley da Silva Paganini disse discordar da abertura do capital da empresa nas bolsas de valores de São Paulo e de Nova York. O argumento do superintendente é de que o cuidado no abastecimento de água deve ser controlado pelo governo.

"No meu ponto de vista não deveria ter vendido [ações da empresa], porque acho que o saneamento tem que ser suprido pelo poder público", disse. A empresa tem 49,7% de suas ações nas mãos de investidores.

A avaliação do superintendente vai ao encontro do que o STIPDAENIT defende: a manutenção do saneamento como um serviço público e a não privatização da CEDAE. O lucro do saneamento deve ser social, ou seja, a melhora da qualidade de vida da população. É para esse objetivo que a arrecadação de uma empresa estatal deve ser revertida, não para alimentar a voracidade de acionistas.

Enfrentando grave crise hídrica no momento, o estado de São Paulo poderia estar em uma situação mais confortável caso tivesse investido em serviços de saneamento os 4, 37 bilhões de reais que a Sabesp repassou aos seus acionistas entre 2003 e 2013. No mesmo período, a empresa lucrou 13, 11 bilhões de reais, o que a coloca entre as 20 mais rentáveis do país. Ou seja, enquanto os acionistas se deliciavam com 33% do lucro da empresa, a empresa perdeu 30% da água tratada em 2014 através de vazamentos na rede. Preste atenção, estamos falando da água tratada. Se contarmos as perdas devidas à poluição dos mananciais pela falta de tratamento de esgoto, esse percentual seria ainda maior.

Fosse 100% pública, a companhia lucraria da mesma maneira e poderia alocar todos os seus recursos na melhoria do serviço para a população paulista, que agora agoniza com a falta de água. É por isso que nós, do STIPDAENIT, nos colocamos completamente CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DO SANEAMENTO. Não queremos que o mesmo se repita com o Rio de Janeiro. O saneamento é um serviço essencial a todas as pessoas e não pode ter sua ampliação limitada por empresas privadas, pois essa se preocupam primeiro com seus lucros e interesses antes de atender com qualidade a população.  

 

•  Veja outras notícias
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br