Bem-vindo ao STIPDAENIT   •   Fundado em 1985   •  
 
 
 
 

Concessionárias Privadas

PROLAGOS TRANSPORTA COMBUSTÍVEL E ABASTECE SEUS EQUIPAMENTOS DE FORMA IRREGULAR

10/02/2014

A Prolagos administra a distribuição e o tratamento de água dos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro D'Aldeia. A coleta de esgoto de todos esses municípios, exceto Arraial do Cabo, também fica a cargo da concessionária, atendendo a uma população de aproximadamente 360 mil pessoas. Uma responsabilidade grande, inclusive por ser a Região dos Lagos uma área muito procurada pelos turistas durante o verão.

Uma empresa com tamanha responsabilidade deve agir com zelo em todas as suas atividades. No entanto, não é dessa forma que a Prolagos lida com o combustível que alimenta o gerador da ETE de São Pedro D'Aldeia. O STIPDAENIT flagrou irregularidades desde a compra do combustível até o abastecimento do tanque do gerador.

Transporte inadequado para o reservatório

Não há equipamentos de segurança apropriados para o transporte de um reservatório de combustível na caçamba do caminhão utilizado pela Prolagos. Como pode ser observado na foto, o veículo não está adaptado para o transporte de líquidos inflamáveis.

As irregularidades continuam no momento do abastecimento. O deslocamento do reservatório para a aproximação ao tanque do gerador se dá com o uso de um guindaste e sem apoio algum na parte inferior do reservatório. Ou seja, caso o guindaste se rompesse, o reservatório cairia. Sendo o conteúdo um líquido inflamável, seria grande o risco de um acidente de grandes proporções.

Na hora de passar o combustível do reservatório para o tanque, o funcionário realiza o procedimento sem nenhuma proteção contra queda e sem uma mangueira adequada para a transferência do produto. Um trabalho perigoso como esse não pode ser realizado com base no improviso.

Mergulho” no esgoto

A Prolagos estende as irregularidades com o transporte de combustíveis no transporte de ferramentas. A foto abaixo mostra uma pá encaixada em uma motocicleta na parte inferior sem cabos, cordas ou algum outro suporte de segurança. Dessa forma, há um alto risco de o equipamento se desprender do veículo e causar um acidente, tanto com o motociclista com qualquer outro motorista que esteja no mesmo percurso da motocicleta.

 

Se a pá na motocicleta corre o risco de cair na rua, funcionários da Prolagos, ao atravessarem a passarela por cima de um dos reservatórios de esgoto, podem ter uma queda bastante constrangedora. Como o guarda corpo da passarela está solto na base, ele se torna uma ameaça para o funcionário que ali se apoiar, com risco de literalmente mergulhar em uma “piscina” de esgoto.

Apesar de todas as irregularidades apontadas acima, a ETE de São Pedro D'Aldeia possui laudo técnico de segurança elaborado pelo SESI – Serviço Social da Indústria. No entanto, o STIPDAENIT, inconformado com a negligência da Prolagos, contratou uma engenheira de Segurança do Trabalho para averiguar as condições de segurança do local. A perícia contratada pelo sindicato encontrou algumas falhas na elaboração do laudo do SESI. Sem haver acordo com a direção da Prolagos para que fossem seguidos os padrões de segurança, o STIPDAENIT entrou com uma Ação Civil Pública contra a empresa em 13 de janeiro deste ano.

•  Veja outros textos
 
 
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Niterói
Rua São João, 392 - Centro - CEP 24020-040 - Niterói / RJ
Fone : (21) 2719-6240   /   E-mail: contato@stipdaenit.org.br